Cidade

Promoter polêmico retorna ao cenário cultural de Salvador e divide opiniões

O Metro1 procurou o empresário para ele responder as queixas, mas até o momento não estabeleceu contato

[Promoter polêmico retorna ao cenário cultural de Salvador e divide opiniões]
Foto : Ulisses Dumas / Ag. Bapress

Por Gabriel Nascimento no dia 07 de Maio de 2018 ⋅ 08:00

Desde o fim da semana passada, o retorno do empresário Rodrigo Palhares ao "mercado de festas" de Salvador é anunciado com pompa em sites e redes sociais. De acordo com a divulgação, o executivo – que esteve à frente de eventos como Pacha White Party, na Arena Fonte Nova, em 2013 – vai trazer para a capital baiana a "Tour de Londres Tonight We Tanqueray, só para convidados" depois de cinco anos distante das produções.

No entanto, o que para muitos soa como uma volta triunfal, para outros é prenúncio de problema. Isso porque, circula uma espécie de campanha contra o empresário, que teria deixado dívidas de até R$ 5 milhões em eventos anteriores. "Como ele conseguiu trazer uma marca de peso se deve outras também de peso? A Pacha não teve autorização. Há também dívidas da marca Paradise, primeira edição, Costa do Sauípe, afundando a empresa que realizava o evento. Contudo, ele logo deu um jeitinho. Dever a todos e sair colocando laranjas para assumir as empresas endividadas", diz a denúncia.

Sobre a Pacha White Party, na época, Palhares afirmou que negociou o uso da marca com a Pacha Latam, que faz a licença para países na América Latina. Em relação à dívida da Paradise Weekend, o advogado do empresário, Leonardo Azi, também em 2013, disse que entendia não dever o valor.

O Metro1 procurou o empresário para ele responder as queixas, mas até o momento não estabeleceu contato. A nova festa deve acontecer no dia 30 de maio, no Solar Cunha Guedes, no Corredor da Vitória.

Notícias relacionadas