Cidade

Antecipado na Metrópole, programa de reforma de casas é lançado pela Prefeitura

A duração do programa será de cinco anos e a cada ano, já a partir de 2015, 20 mil residências serão beneficiadas com investimentos de até R$5 mil cada, totalizando 100 mil casas recuperadas. Ao todo, serão investidos R$ 500 milhões dos cofres municipais. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Agecom/Valter Pontes

Por Matheus Simoni no dia 01 de Junho de 2015 ⋅ 14:19

O prefeito ACM Neto lançou nesta segunda-feira (1) o programa Morar Melhor, que em como iniciativa recuperar e melhorar as unidades habitacionais em situação precária de 160 bairros da capital baiana e das ilhas de Bom Jesus dos Passos, Maré e Frades. A medida foi anunciada com exclusividade na última semana pelo secretário de Infraestrutura e Defesa Civil de Salvador, Paulo Fontana, durante entrevista à Rádio Metrópole. A duração do programa será de cinco anos e a cada ano, já a partir de 2015, 20 mil residências serão beneficiadas com investimentos de até R$5 mil cada, totalizando 100 mil casas recuperadas. Ao todo, serão investidos R$ 500 milhões dos cofres municipais. 

"Esse programa vinha sendo concebido desde o ano passado, com o objetivo de melhorar as casas das famílias mais pobres da nossa cidade. E vai ser totalmente executado com recursos próprios. No primeiro ano, vamos contemplar 51 bairros, com 16 primeiros prioritários. Inicialmente, vamos verificar quais são as prioridades de casa, que pode ser um banheiro ou a pintura, o reboco. Em comum acordo com as famílias, serão definidas quais as intervenções que a casa vai receber. Já estamos com a licitação em curso. Serão contratadas oito empresas, e a expectativa é que seja em 90 dias. Nesses 16 bairros, já será iniciado o cadastramento das famílias para que, quando a licitação for concluída, possamos dar início imediato às obras", explicou o prefeito ACM Neto.

Saiba como irá funcionar o Morar Melhor:


1- Pintura e reboco: as casas terão a fachada revitalizada, com possibilidade de receberem reforma estrutural;

2- Telhados: os moradores vão poder optar por fazer melhorias no revestimento do teto de suas casas;

3- Esquadrias: janelas e varandas vão poder passar por um processo de revitalização;

4- Kit Sanitário: a casa da família receberá um novo projeto para melhorar o saneamento básico.

Notícias relacionadas

[Arquiteto anuncia exposição com obras de Lelé]
Cidade

Arquiteto anuncia exposição com obras de Lelé

Por Rodrigo Daniel Silva no dia 15 de Outubro de 2018 ⋅ 12:05 em Cidade

João Figueiras Lima projetou o Centro Administrativo da Bahia, a Igreja dos Alagados, a Estação da Lapa e outras obras