Cidade

Salvador reduz em 13% número de mortes por aids nos últimos quatro anos

Em dezembro de 2012, a taxa de mortalidade causada pela doença era de 9 por 100 mil habitantes residentes na cidade e, em 2017, caiu para 7,8

[Salvador reduz em 13% número de mortes por aids nos últimos quatro anos]
Foto : Cesar Brustolin / SMCS

Por Daniel Brito no dia 29 de Novembro de 2018 ⋅ 18:20

O número de mortes por Aids em Salvador nos últimos quatro anos apresentou uma queda de 13%, de acordo com boletim epidemiológico divulgado hoje (27) pelo Ministério da Saúde. Em dezembro de 2012, a taxa de mortalidade causada pela doença era de 9 por 100 mil habitantes residentes na cidade. Já em 2017, a taxa caiu para 7,8 óbitos. 

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, através do Programa de Controle de DST/Aids do município, a diminuição é explicada pela ampliação do acesso aos testes rápidos gratuitos, o que facilita o diagnóstico da doença e, ao mesmo tempo, antecipa o tratamento na rede do Sistema Único de Saúde (SUS).

“Conseguimos praticamente quadruplicar nossa rede de postos estruturados para testagem do HIV de 33, em 2012, para quase 120 postos de saúde espalhados por toda cidade com a oferta do exame atualmente. O fácil acesso ao diagnóstico garante um melhor resultado do tratamento e, consequentemente, aumenta a qualidade de sobrevida do portador”, disse a coordenadora do programa, Helena Lima, através de nota.

Ainda de acordo com os dados do Ministério da Saúde, nos últimos sete anos, foram registrados cerca de 4,8 mil novos casos de HIV em Salvador. Do total, mais de 3,2 mil portadores são do sexo masculino e pouco mais de 1,5 mil são mulheres. 

Notícias relacionadas