Cidade

ACM Neto diz que Rui mente sobre alvarás: 'Ou ele vive em outro planeta ou está perdido'

Prefeito se defendeu das acusações feitas pelo governador em entrevista à Rádio Metrópole na manhã de hoje

[ACM Neto diz que Rui mente sobre alvarás: 'Ou ele vive em outro planeta ou está perdido']
Foto : Divulgação / Prefeitura de Salvador

Por Juliana Rodrigues no dia 03 de Dezembro de 2018 ⋅ 12:22

O prefeito ACM Neto acusou o governador Rui Costa de mentir ao afirmar que o Executivo municipal atrasa obras do Estado em Salvador com a não liberação de alvarás de licença e construção. A declaração foi dada pelo chefe do Executivo estadual em entrevista à Rádio Metrópole, na manhã de hoje (3). De acordo com Rui, a implantação de uma policlínica no bairro de Escada estaria atrasada devido à demora na autorização por parte da prefeitura.

"O governador está mentindo. O alvará já foi concedido. E não havia sido concedido antes porque o responsável pela obra não havia quitado a taxa junto à Secretaria de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur), como todo mundo tem que fazer. Ou ele (Rui Costa) vive em outro planeta ou está perdido a ponto de dizer uma sandice dessas", disse o prefeito, durante inauguração da Unidade de Saúde da Família (USF) de São Marcos.

Segundo a prefeitura de Salvador, o alvará de licença para a implantação da policlínica foi liberado no dia 23 de novembro e a Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) aguardava o pagamento da taxa por parte da Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) desde o dia 11 de outubro. De acordo com a pasta municipal, o processo de licenciamento da obra foi mais demorado porque o local escolhido para a implantação da policlínica faz parte da área ambiental do Parque Urbano de Escada.

A prefeitura também se defende da acusação de que estaria agindo para atrasar a ligação viária entre Lobato e Campinas de Pirajá. Segundo a Sedur, a obra do governo foi embargada por prática de crime ambiental, devido ao descarte irregular de entulho.

ACM Neto acredita que as acusações feitas por Rui à prefeitura servem para desviar o foco das medidas propostas pelo governo após as eleições. "Ele (Rui Costa) está naturalmente envergonhado porque em pouquíssimo tempo a máscara caiu. Ele e seu grupo encobriram o rombo que praticaram nos cofres do Estado, fato que a oposição denunciou várias vezes, e agora penalizam o servidor e a população. Logo ele que pediu para que os eleitores não votassem nos deputados que se colocaram a favor da reforma da Previdência", declarou.

Notícias relacionadas