Cidade

Sem proposta, greve dos rodoviários é o caminho, diz vice-presidente da categoria

Segundo os rodoviários, a proposta de aumento de 2,7%, apresentada pelos representantes das empresas, foi recusada de forma unânime

[Sem proposta, greve dos rodoviários é o caminho, diz vice-presidente da categoria]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Matheus Simoni no dia 06 de Maio de 2019 ⋅ 12:01

O vice-presidente do Sindicato dos Rodoviários da Bahia, Fábio Primo, afirmou que a categoria tentará evitar a greve dos trabalhadores, que pode acontecer na próxima semana em Salvador. Em entrevista hoje (6) ao Jornal da Bahia No Ar da Rádio Metrópole, ele afirmou que a culpa por uma paralisação vai recair sobre o patronato.

"Infelizmente os empresários tentam jogar a categoria em uma greve. Não é a nossa intenção. Terá uma assembleia em dois turnos, na sexta-feira teremos outra mediação na Superintendência Regional. Se não tiver uma proposta na sexta-feira, com uma proposta que contemple, não existe outro caminho a não ser a greve em Salvador", afirmou Primo.

"Terão possíveis manifestações mostrando a população a falta que o ônibus faz e mexe no andamento da cidade. Vamos buscar não ter a greve, mas ela é única e exclusivamente culpa dos empresários", acrescentou. Segundo os rodoviários, a proposta de aumento de 2,7%, apresentada pelos representantes das empresas, foi recusada de forma unânime. 

Notícias relacionadas