Cidade

Mais punições não vão resolver o problema, diz advogada sobre alterações na lei Maria da Penha

"A gente tem que pensar em medidas de prevenção. É a cultura que precisa mudar", defende Thaize de Carvalho, advogada com especialização em Ciências Criminais

[Mais punições não vão resolver o problema, diz advogada sobre alterações na lei Maria da Penha]
Foto : Matheus Simoni / Metropress

Por Kamille Martinho no dia 19 de Setembro de 2019 ⋅ 18:40

A advogada, Thaize de Carvalho, com especialização em Ciências Criminais, defendeu hoje (19), em entrevista à Rádio Metrópole, que as alterações na Lei Maria da Penha, sancionadas na última terça-feira (17) pelo presidente Jair Bolsonaro, não são suficientes para extinguir os episódios de violência contra a mulher no Brasil.

"Mais uma pena para o agressor na tentativa de resolver um problema que é cultural. A gente tem que pensar em medidas de prevenção. É a cultura que precisa mudar. Muitas vezes a gente vai acreditar que através de mais punições vamos resolver um problema que é bem maior e mais complexo", defendeu.

Com as mudanças na lei, os agressores serão obrigados a ressarcir os custos relacionados aos serviços de saúde prestados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) às vítimas de violência doméstica e familiar.

Notícias relacionadas