Cidade

Professores municipais recebem proposta de reajuste e fazem assembleia

A prefeitura de Salvador apresentou, na tarde desta segunda-feira (8), um proposta de reajuste salarial aos professores da rede municipal, que estão parados por 48h desde ontem. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação/ APLB

Por Juliana Almirante no dia 09 de Junho de 2015 ⋅ 07:34

A prefeitura de Salvador apresentou, na tarde desta segunda-feira (8), um proposta de reajuste salarial aos professores da rede municipal, que estão parados por 48h desde ontem.  A gestão promete que o auxílio-alimentação dos trabalhadores terá aumento equivalente à porcentagem do acréscimo nos vencimentos.

 “A proposta inclui duas parcelas, sendo a primeira retroativa ao dia 1º de maio em 3,7%, mesmo percentual de crescimento da receita tributária de Salvador, e 2,71% no dia 1º de dezembro deste ano, completando o índice de inflação do período em 6,41%. Garantimos ainda os avanços de referência e gratificações previstas no Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos dos profissionais da Educação, avanços de formação e a reserva de jornada”, explicou o secretários de Gestão, Alexandre Pauperio.

 
Na tarde desta segunda-feira (08), a Mesa Permanente de Negociação (MPN), que envolve os profissionais da Educação, recebeu a proposta da administração referente ao reajuste salarial da categoria. Os s e Educação (Smed), Alexandre Pauperio e Guilherme Belintani, respectivamente, apresentaram ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação (APLB) a proposta de reajuste de forma escalonada.

Pauperio alega que o Município já cumpre o pagamento do piso nacional e, por isso, não há motivo para aplicar um reajuste de 13% sobre todos os salários. De acordo com a prefeitura as demais categorias de servidores vão receber suas propostas nas reuniões desta terça (9) e quarta-feira (10). Os professores se reúnem em assembleia nesta terça (9), às 14h, no Hotel Fiesta. ?

Notícias relacionadas