Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cidade

Operação contra fraude na venda de cigarros cumpre mandado em Salvador

Também são cumpridos mandados em SP, RJ, PE e DF

[Operação contra fraude na venda de cigarros cumpre mandado em Salvador]
Foto : Abrasel

Por Juliana Almirante no dia 29 de Novembro de 2019 ⋅ 09:00

Um mandado de busca e apreensão é cumprido em Salvador, na manhã de hoje (29), na "Operação Apate", que pretende desarticular uma organização criminosa suspeita de sonegação tributária fraudulenta na fabricação e vend de cigarros.

Ainda são cumpridos 30 mandados de busca e apreensão: 16 em São Paulo (15 na capital e 1 em São José do Rio Preto), dois em Recife, três no Rio de Janeiro e nove em Brasília. Também são cumpridas medidas de sequestro de bens, dentre os quais veículos de luxo e contas bancárias.

A operação foi deflagrada pela Polícia Federal, pelo Ministério Público Federal (MPF) e pela Receita Federal do Brasil (RFB), em ação conjunta.

Aproximadamente 130 policiais federais e 40 servidores da Receita Federal estão envolvidos no cumprimento das medidas.

As investigações são um desdobramento da “Operação Ex-Fumo”, deflagrada em 2017 em Pouso Alegre/MG, e se baseiam em elementos de prova obtidos a partir de acordo de colaboração premiada.

Na ocasião, foi verificado que empresários do setor cigarreiro constituíram organização criminosa que visava a sonegação tributária, por intermédio de empresas que acumularam bilhões em dívidas tributárias.

Já na operação de hoje, o foco principal da apuração é a atuação de organização criminosa composta por advogados, contadores, operadores financeiros, doleiros, “lobistas” e ex-funcionários públicos, que prestam a diversas empresas – inclusive àquelas, alvos da “Operação Ex-Fumo” –, serviços ilícitos para viabilizar o exercício de atividade empresarial irregular, por meio da sonegação tributária sistemática (mediante mecanismos de compensações fraudulentas) e da corrupção.

Notícias relacionadas