Cidade

Metrô de Salvador deverá ser integrado com ônibus metropolitanos em até 40 dias

O metrô de Salvador deve começar a operar de maneira integrada com o sistema de ônibus em 30 a 40 dias, de acordo com previsão do secretário de Desenvolvimento Urbano, Carlos Martins. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/ Metropress

Por Juliana Almirante no dia 11 de Junho de 2015 ⋅ 07:42

O metrô de Salvador deve começar a operar de maneira integrada com o sistema de ônibus da Região Metropolitana em 30 a 40 dias, de acordo com previsão do secretário de Desenvolvimento Urbano, Carlos Martins. Em entrevista ao G1, ele afirma, no entanto, que a operação comercial, quando as passagens do metrô começarão a ser cobradas, só deve acontecer com a inaguração da Estação Pirajá, prevista para até início de outubro. O valor da cobrança ainda não foi definido.

"Optamos no primeiro momento pela integração dos ônibus metropolitanos, que estão sob a ótica da Agerba [Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia] e a Seinfra [Secretaria de Infraestrutura do Estado da Bahia]. O acordo está praticamente fechado", conta. A integração começará por meio de projeto piloto, com os ônibus metropolitanos que têm a Estação da Lapa como destino.

Dessa forma, os ônibus que antes seguiam para a Lapa terão a Estação do Retiro como final de linha. De lá, os usuários seguirão de metrô até a Lapa, sem pagar mais nada. Já a integração do metrô com os ônibus urbanos de Salvador ainda é discutida entre governo e prefeitura. "Talvez entre junho e julho encerre esse processo", afirma. O sistema metroviário completou um ano de funcionamento nesta quinta-feira (11) e atingiu a marca de seis milhões de passageiros.

Comentarios

Notícias relacionadas

[Embarcação pega fogo no mar da Ribeira em Salvador]
Cidade

Embarcação pega fogo no mar da Ribeira em Salvador

Por Metro1 no dia 15 de Julho de 2018 ⋅ 09:30 em Cidade

Testemunhas relataram que a embarcação estava atracada no Saveiro Clube, localizado na Avenida Portos dos Mastros. A Marinha também auxiliou a ação