Cidade

Custando 16 milhões, 337 câmeras de Salvador estão inoperantes

Desde dezembro de 2014, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia adquiriu 337 kits de câmeras de videomonitoramento para reforçar a segurança de Salvador. Porém, apesar de todo o potencial para ajudar na redução da violência, os equipamentos ainda não foram instalados. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação/GovBA

Por Bárbara Silveira no dia 11 de Junho de 2015 ⋅ 09:48

Desde dezembro de 2014, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia adquiriu 337 kits de câmeras de videomonitoramento para reforçar a segurança de Salvador. Porém, apesar de todo o potencial para ajudar na redução da violência, os equipamentos ainda não foram instalados.

Em entrevista ao jornal A Tarde, o diretor de tecnologia de informação da SSP-BA, major Tarcísio Caxias, justificou a demora na instalação por conta de dificuldades com a Coelba, operadoras de telefonia e à recusa de proprietários de imóveis em ceder espaço para a instalação dos equipamentos, que custam R$50 mil o kit, mais de R$16 milhões aos cofres públicos.

De acordo com a publicação, hoje,  287 câmeras estão instaladas na cidade e outras180 em viaturas policiais. "O recurso, que é o pior, está garantido. A Coelba pede projeto de engenharia para liberar instalação das câmeras nos postes e demora para avaliar. Passa 120 dias sem dar resposta. Não liberaram nem 60 de 400 pedidos que fizemos. A gente precisa colocar em locais altos, e há alguns proprietários de edifícios que negam", afirmou Caxias.

 

Comentarios

Notícias relacionadas