Cultura

Festival CachoeiraDoc inicia nesta terça; programação é gratuita 

A oitava edição do CachoeiraDoc – Festival de Documentários de Cachoeira, um dos eventos mais importantes de documentário do país, acontece a partir desta terça-feira (5) até o dia 10 de setembro, em Cachoeira, no Cine Theatro Cachoeirano e no Centro de Artes, Humanidades e Letras da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (CAHL/UFRB).[Leia mais...]

[Festival CachoeiraDoc inicia nesta terça; programação é gratuita ]
Foto : Divulgação

Por Paloma Morais no dia 04 de Setembro de 2017 ⋅ 19:45

A oitava edição do CachoeiraDoc – Festival de Documentários de Cachoeira, um dos eventos mais importantes de documentário do país, acontece a partir desta terça-feira (5) até o dia 10 de setembro, em Cachoeira, no Cine Theatro Cachoeirano e no Centro de Artes, Humanidades e Letras da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (CAHL/UFRB). O festival também terá uma programação musical, com as atrações Àttøøxxá, Funfun Dúdú, Samba de Chula de São Braz, entre outras. O evento é gratuito e aberto ao público.

A abertura oficial do festival nesta terça, conta com a estreia mundial do documentário “Quilombo Rio dos Macacos”, do cineasta baiano Josias Pires. A exibição acontece às 19h30, no Cine Theatro Cachoeirano. No total, serão exibidos 65 filmes, entre curtas, médias e longas-metragens.

Para a Mostra Competitiva, foram selecionados 27 filmes, entre os mais de 600 inscritos. Muitos desses documentários nunca foram expostos no estado, como os premiados “Baronesa”, de Juliana Antunes, e “Na Missão, com Kadu”, de Aiano Bemfica, Kadu Freitas e Pedro Maia de Brito. O festival terá ainda o minicurso “Montagem, uma forma que pensa”, ministrado pela montadora Cristina Amaral entre os dias 6 e 7 de setembro. 

Homenagem a Luiz Paulino dos Santos

O evento vai homenagear o cineasta baiano Luiz Paulino dos Santos. No dia 10 de setembro, às 14h, no Cine Theatro Cachoeirano, será exibido o documentário “Índios Zoró: antes, agora e depois?”, com sessão comentada pelo cineasta Edgard Navarro.

Notícias relacionadas

[Marciano, cantor sertanejo, morre aos 67 anos]
Cultura

Marciano, cantor sertanejo, morre aos 67 anos

Por Clara Rellstab no dia 18 de Janeiro de 2019 ⋅ 08:20 em Cultura

O cantor, que nos últimos anos usava o título de “O Inimitável”, iniciou a carreira na década de 1970 ao lado de João Mineiro