Cultura

Gerônimo reclama de cobrança de padre para tocar em igreja: ʹAceitar 40% é ser Zé do Burroʹ

“Eu tentei por vários anos conseguir um apoio municipal, estadual. Mas aí eu descobri que pertencia à Igreja. Tentei fazer uma parceria, para cobrar o mínimo de ingresso. Mas o padre gostou tanto da ideia que pediu 40%”, contou. [Leia mais...]

[Gerônimo reclama de cobrança de padre para tocar em igreja: ʹAceitar 40% é ser Zé do Burroʹ]
Foto : Matheus Simoni/Metropress

Por Clara Rellstab no dia 13 de Abril de 2018 ⋅ 19:00

O compositor Gerônimo comentou a mudança de local show “O Pagador de Promessas” da famosa escadaria do filme homônimo de Anselmo Duarte, localizada em frente à Igreja do Santíssimo Sacramento.

Em entrevista à Rádio Metrópole, o artista contou que a festa, que agora acontece agora na Ppraça Tereza Batista, também no Pelourinho, foi cobiçada pela Igreja Católica.

“Eu tentei por vários anos conseguir um apoio municipal, estadual. Mas aí eu descobri que pertencia à Igreja. Tentei fazer uma parceria, para cobrar o mínimo de ingresso. Mas o padre gostou tanto da ideia que pediu 40%”, contou.

O autor de clássicos como “É D’Oxum” e “Eu sou Negão” disse que, caso aceitasse, faria jus ao personagem principal do longa que rendeu ao Brasil a sua única Palma de Ouro em Cannes: “Não quero a semântica do Pagador de Promessa, aceitar 40% é ser Zé do Burro”.

Comentarios

Notícias relacionadas