Cultura

Morre Seu Martin, criador da Caminhada Azoany, aos 88 anos

Em sua casa, no número 11 da rua Santa Isabel, no Pelourinho, foi fundado em 25 de abril de 1979 o Grupo Cultural Olodum

[Morre Seu Martin, criador da Caminhada Azoany, aos 88 anos]
Foto : Divulgação

Por James Martins no dia 10 de Outubro de 2018 ⋅ 15:30

Morreu nesta quarta-feira (10), o líder comunitário Seu Martin Fontes, figura marcante do Centro Histórico de Salvador. Ele tinha 88 anos e enfrentava problemas de saúde. Em sua casa, à rua Santa Isabel, número 11, foi fundado o Grupo Cultural Olodum, no dia 25 de abril de 1979.

Seu Martin foi também o iniciador espontâneo da Caminhada Azoany. É a partir de seu movimento individual em honra de Omolu/Obaluaê, pagamento de uma promessa, que Albino Apolinário organiza o evento hoje tradicional que sai do Pelourinho até o santuário de São Lázaro e São Roque, na Federação.

"Ele é uma figura crucial em nossas vidas, um nome de resistência. Era homossexual e, na ditadura, resistiu, porque não era fácil assumir naquela época, e fez de sua casa um ponto de encontro, naquele momento tão difícil. Em sua casa nasceu um dos maiores símbolos de resistência da Bahia, do Nordeste e até do Brasil, que é o Olodum. Todas as reuniões do início do Olodum aconteceram na casa de Seu Martin, onde também funcionava um salão de beleza e um restaurante, que eram seu ganha-pão", disse, muito emocionado, o cantor Lazinho, do Olodum, ao Metro1.

Seu Martin era bastante generoso e costumava oferecer, até os últimos dias, refeições (mocotó era a mais frequente) em sua casa, acompanhadas de música e conversa. Só a bebida era vendida, e olhe lá. Um jeito de manter acesa a chama da região e sua vocação. Deixa saudades. O sepultamento será nesta quinta (11), às 15h, no Cemitério Quinta dos Lázaros.

Notícias relacionadas