Cultura

'O Corrupto' retorna com nova temporada: 'Infelizmente, tem que falar sobre política'

Em entrevista à Rádio Metrópole, Frank Menezes falou sobre o espetáculo, que é encenado desde 2016

['O Corrupto' retorna com nova temporada: 'Infelizmente, tem que falar sobre política']
Foto : Matheus Simoni/Metropress

Por Juliana Rodrigues no dia 08 de Fevereiro de 2019 ⋅ 12:30

Entrevistado no Jornal da Metrópole no Ar de hoje (8), na Rádio Metrópole, o ator Frank Menezes falou sobre a peça "O Corrupto", que iniciou uma nova temporada no Teatro Módulo e é apresentada sempre aos sábados, às 20h.

De acordo com Menezes, a montagem, encenada pela primeira vez em janeiro de 2016, trata não apenas da corrupção política, mas também sobre as pequenas corrupções cotidianas. "Infelizmente, a gente tem que falar sobre política, mas eu queria muito falar sobre a corrupção nossa de cada dia, porque a gente tem uma tendência a sempre associar a corrupção a uma questão política. (...) Mas só que [a corrupção] tornou-se corriqueira na vida da gente, infelizmente. A gente chama de esperteza, de levar vantagem em tudo", disse.

Na peça, Menezes vive o professor de um "curso de corrupção ativa", no qual a plateia é repetente pela quinta vez. "Isso é uma base para que eu faça um personagem mal humorado, o professor mal humorado que está chateado porque vai ter que repetir pela sexta vez todo o assunto. É uma forma também de eu voltar para o início de um curso, que vai me dando a base para eu criar a fórmula e o programa de aula de como você se tornar um corrupto", explicou.

Segundo Menezes, "O Corrupto" segue a linha de um espetáculo anterior, o monólogo "O Indignado", ao permitir improvisações e diálogo com a plateia. É o contrário do que acontecia com a peça "Quem Matou Maria Helena?", definida pelo ator como "mais fechada".

Questionado por ouvintes se pretende voltar com este último espetáculo, o artista afirmou que seria pouco provável, por razões práticas. A primeira seria a idade, já que o protagonista da montagem tem entre 28 e 30 anos. Outro problema, para Menezes, é a atual situação do mercado teatral. "Hoje, para o mercado de teatro funcionar, você precisa estar em cartaz em teatros que vão estar com mais de um espetáculo, e 'Quem Matou Maria Helena?' tinha um cenário que era quase impossível montar e desmontar todo dia. (...) Então, eu escrevi 'O Corrupto' de propósito, fazendo com que meu figurino seja o próprio cenário, o figurino rege o espetáculo", afirmou.

"O Corrupto" fica em cartaz até o dia 23 de fevereiro no Teatro Módulo, na Pituba. Os ingressos podem ser comprados na bilheteria ou online.

Notícias relacionadas

[Integrante do Fat Family morre aos 39 anos]
Cultura

Integrante do Fat Family morre aos 39 anos

Por Marina Hortélio no dia 12 de Fevereiro de 2019 ⋅ 16:38 em Cultura

Cantora estava com câncer de fígado desde agosto do ano passado, quando ficou duas temporadas em UTIs