Economia

Inflação sobe e registra maior taxa para janeiro desde 2003

Após o avanço de 0,96% em dezembro do ano passado, o Índice de Preços ao Consumidor - Amplo (IPCA), medidor oficial da inflação do país, chegou a 1,27% em janeiro. [Leia mais...]

[Inflação sobe e registra maior taxa para janeiro desde 2003 ]
Foto : Divulgação

Por Matheus Morais no dia 05 de Fevereiro de 2016 ⋅ 09:59

Após o avanço de 0,96% em dezembro do ano passado, o Índice de Preços ao Consumidor - Amplo (IPCA), medidor oficial da inflação do país, chegou a 1,27% em janeiro. Essa é a maior taxa mensal para janeiro desde 2003, quando atingiu 2,25%. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou os números nesta sexta-feira (5). 

O indicador acumula uma alta de 10,71% em um ano. Contudo, permane acima do teto de 6,5% do sistema de metas do Banco Central e bem distante do objetivo central de 4,5%. Segundo o IBGE, esse é o resultado mais elevado desde novembro de 2003, quando o aumento acumulado foi de 11,02%.

A expectativa dos economistas para o IPCA fechado deste ano é de 7,26%, de acordo com o boletim Focus, do Banco Central, mais recente. Aliados aconselham Lula a dizer que reforma de sítio foi presente.

Notícias relacionadas

[Em retração, classes A e B ganham 464 mil negros]
Economia

Em retração, classes A e B ganham 464 mil negros

Por Clara Rellstab no dia 13 de Agosto de 2018 ⋅ 11:00 em Economia

Estudo afirma que movimento vai na direção oposta ao que ocorreu no Brasil no ano passado, quando 800 mil pessoas deixaram as classes mais altas

[Vendas do varejo caem 0,3% em junho, aponta IBGE]
Economia

Vendas do varejo caem 0,3% em junho, aponta IBGE

Por Clara Rellstab no dia 10 de Agosto de 2018 ⋅ 12:40 em Economia

Segundo divulgado hoje (10) pelo IBGE, a taxa de maio foi revisada para queda de 1,2%, devido à greve dos caminhoneiros

[Inflação oficial desacelera e fica em 0,33% em julho]
Economia

Inflação oficial desacelera e fica em 0,33% em julho

Por Clara Rellstab no dia 08 de Agosto de 2018 ⋅ 14:40 em Economia

O índice representa quase 1 ponto percentual abaixo da taxa registrada no mês anterior (1,26%) em meio à alta de preços provocada pela greve dos caminhoneiros.