Economia

Após feriado de Carnaval, dólar opera em alta a R$ R$ 3,92 para venda

Nesta quarta-feira (10), após feriado de Carnaval, o dólar opera em alta frente ao real. Os investidores ajustam as posições com a notícia de que o Federal Reserve, banco central norte-americano, deve promover mais ajustes "graduais" na política monetária. [Leia mais...]

[Após feriado de Carnaval, dólar opera em alta a R$ R$ 3,92 para venda]
Foto : Reprodução / Agência Brasil

Por Camila Tíssia no dia 10 de Fevereiro de 2016 ⋅ 15:50

Nesta quarta-feira (10), após feriado de Carnaval, o dólar opera em alta frente ao real. Os investidores ajustam as posições com a notícia de que o Federal Reserve, banco central norte-americano, deve promover mais ajustes "graduais" na política monetária. Taxas mais elevadas tendem a atrair recursos para os EUA, retirando assim esse dinheiro de outros países. Menos dólares no Brasil contribui para a alta da moeda.

O dólar atingiu a máxima histórica em relação ao peso mexicano na véspera. Às 14h39, a moeda norte-americana subia 0,5%, a R$ R$ 3,9298. No dia 5 de fevereiro, a moeda norte-americana subiu 0,40%, vendida a R$ 3,9100. Nos primeiros dias de fevereiro, o dólar recua 2,84%. Em 2016, a moeda tem desvalorização de 0,96%.

Notícias relacionadas

[Em retração, classes A e B ganham 464 mil negros]
Economia

Em retração, classes A e B ganham 464 mil negros

Por Clara Rellstab no dia 13 de Agosto de 2018 ⋅ 11:00 em Economia

Estudo afirma que movimento vai na direção oposta ao que ocorreu no Brasil no ano passado, quando 800 mil pessoas deixaram as classes mais altas

[Vendas do varejo caem 0,3% em junho, aponta IBGE]
Economia

Vendas do varejo caem 0,3% em junho, aponta IBGE

Por Clara Rellstab no dia 10 de Agosto de 2018 ⋅ 12:40 em Economia

Segundo divulgado hoje (10) pelo IBGE, a taxa de maio foi revisada para queda de 1,2%, devido à greve dos caminhoneiros

[Inflação oficial desacelera e fica em 0,33% em julho]
Economia

Inflação oficial desacelera e fica em 0,33% em julho

Por Clara Rellstab no dia 08 de Agosto de 2018 ⋅ 14:40 em Economia

O índice representa quase 1 ponto percentual abaixo da taxa registrada no mês anterior (1,26%) em meio à alta de preços provocada pela greve dos caminhoneiros.