Economia

Trabalhador tem até 31 de dezembro para sacar abono do PIS

O prazo para sacar o abono do PIS/PASEP referente a 2014 era para terminar no último dia de agosto, mas foi prorrogado até 31 de dezembro. De acordo com o Ministério do Trabalho, 800 mil trabalhadores ainda não sacaram o benefício de um salário mínimo, R$ 880, em uma das agências da Caixa e do Banco do Brasil [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Gabriel Jabur/Agência Brasil

Por Bárbara Silveira no dia 01 de Setembro de 2016 ⋅ 08:53

O prazo para sacar o abono do PIS/PASEP referente a 2014 foi prorrogado até 31 de dezembro. De acordo com o Ministério do Trabalho, 800 mil trabalhadores ainda não sacaram o benefício de um salário mínimo, R$ 880, em uma das agências da Caixa e do Banco do Brasil. 

Tem direito ao benefício quem trabalhou com carteira assinada por ao menos um mês em 2014 e tenha recebido até dois salários mínimos. É preciso ainda estar inscrito no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) há, pelo menos, cinco anos.

"Tenho certeza que vamos alcançar uma boa fatia desse um milhão de trabalhadores que ainda não sacaram o benefício com a ampliação do prazo para o final do ano. É um valor substancial, principalmente para aquele trabalhador de baixa renda, que é o alvo da política pública", disse o ministro do Trabalho, Ronaldo Nogueira. 

Notícias relacionadas

[Novos aluguéis subiram abaixo da inflação em 2018, aponta Fipe]
Economia

Novos aluguéis subiram abaixo da inflação em 2018, aponta Fipe

Por Clara Rellstab no dia 16 de Janeiro de 2019 ⋅ 10:40 em Economia

Em 2018, o Índice de Locação Residencial acumulou alta de 2,33% – abaixo da inflação do período, de 3,75%, de acordo com o Índice de Preços ao Consumidor Amplo, calculado...

[Inadimplência no país cresce 4,41% em 2018]
Economia

Inadimplência no país cresce 4,41% em 2018

Por Juliana Rodrigues no dia 15 de Janeiro de 2019 ⋅ 22:00 em Economia

Cerca de 62,6 milhões de brasileiros fecharam o ano com alguma conta em atraso e restrições no CPF, segundo dados da CNDL e do SPC