Economia

Presidente da Petrobras anuncia aumento no preço do gás de cozinha

A redução de subsídiosao gás de cozinha (GLP), pode aumentar o preço do botijão para o consumidor, porém, o impacto deve ser "pequeno", segundo informou o presidente da Petrobras, Pedro Parente, nesta terça-feira (1º). "O impacto que a gente calcula que possa ter é de 50 centavos, em alguns lugares até menos que isso", disse.

[Imagem not found]
Foto : Pedro Ventura/Agência Brasília

Por Jessica Galvão no dia 01 de Novembro de 2016 ⋅ 17:15

A redução de subsídios  ao gás de cozinha (GLP), pode aumentar o preço do botijão para o consumidor, porém, o impacto deve ser "pequeno", segundo informou o presidente da Petrobras, Pedro Parente, nesta terça-feira (1º). "O impacto que a gente calcula que possa ter é de 50 centavos, em alguns lugares até menos que isso", disse.

Conforme Parente, a Petrobras não alterou o valor do GLP. "O que está sendo feito é uma mudança realizada na logística. Não houve reajuste do GLP, a tabela [de preços] é exatamente a mesma", informou.

Ele explicou ainda que o intuito da companhia foi acabar com os subsídios cruzados no âmbito da logística do gás, permitindo novos investimentos na própria logística. "O objetivo é que você possa ter em relação às empresas que compram o gás um preço justo pela infraestrutura da Petrobras que elas utilizam", disse, segundo o G1.

Notícias relacionadas