Economia

Número de brasileiros endividados que conseguem "limpar o nome" apresenta queda, diz SPC

A Boa Vista SPC divulgou dados que apontam que um número menor de brasileiros endividados estão conseguindo "limpar o nome". Segundo o órgão, o indicador de recuperação de crédito teve queda de 1,7% nos últimos 12 meses até julho e de 1,8% no acumulado deste ano se comparado com o mesmo período do ano passado.[Leia mais...]

[Número de brasileiros endividados que conseguem
Foto : Agência Brasil

Por Paloma Morais no dia 10 de Agosto de 2017 ⋅ 16:29

A Boa Vista SPC divulgou dados que apontam que um número menor de brasileiros endividados estão conseguindo "limpar o nome". Segundo o órgão, o indicador de recuperação de crédito teve queda de 1,7% nos últimos 12 meses até julho e de 1,8% no acumulado deste ano se comparado com o mesmo período do ano passado.

Durante esses 12 últimos meses no acumulado do ano, somente a região Sul registrou alta no número de consumidores que conseguiram sair da lista de negativados. De acordo com a Boa Vista SPC, apesar dos números, a média do indicador de recuperação de crédito "começa a traçar uma tendência de queda"."O quadro de inadimplência na economia mantém-se com poucas alterações, uma vez que o crescimento do fluxo de registros de consumidores inadimplentes nos últimos meses também permanece em níveis próximos da estabilidade", afirmou o órgão em nota.

Comentarios

Notícias relacionadas

[Atividade econômica cresce 0,46% em abril]
Economia

Atividade econômica cresce 0,46% em abril

Por Metro1 no dia 15 de Junho de 2018 ⋅ 12:40 em Economia

O índice incorpora informações sobre o nível de atividade dos três setores da economia: indústria, comércio e serviços e agropecuária, além do volume de impostos

[PIB do país pode patinar em 1,3%, diz jornal]
Economia

PIB do país pode patinar em 1,3%, diz jornal

Por Metro1 no dia 11 de Junho de 2018 ⋅ 13:40 em Economia

Segundo o Estadão, a tendência será confirmada caso a trajetória atual das contas do governo permanecer inalterada e nenhuma nova reforma fiscal for aprovada