Economia

Tesouro tem déficit primário de R$ 7,2 bi em julho

Com uma arrecadação em baixa, o Tesouro Nacional, a Previdência Social e o Banco Central registraram o maior déficit primário desde 1997, conforme o O Globo. As receitas do mês de julho estão em declínio e os gastos superaram em R$ 7,2 bilhões, além disso, a equipe econômica não conseguiu economizar recursos para pagar a dívida pública.[Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/ Ag. Brasil

Por Bárbara Gomes no dia 27 de Agosto de 2015 ⋅ 19:04


Com uma arrecadação em baixa, o Tesouro Nacional, a Previdência Social e o Banco Central registraram o maior déficit primário desde 1997, conforme o O Globo. As receitas do mês de julho estão em declínio e os gastos superaram em R$ 7,2 bilhões, além disso, a equipe econômica não conseguiu economizar recursos para pagar a dívida pública. 

Os economistas previam que o resultado seria negativo na margem de R$ 6,8 bilhões. Mas o déficit primário foi pior que a  expectativa. Desde janeiro, o governo central está com uma defasagem de R$ 9,1 bilhões. O Ministério da Fazenda divulgou um relatório nesta quinta-feira (27) mostrando que o governo central teve uma queda real da de 3,7% nos rendimentos e o aumento da despesa em 0,4%, comparando com julho de 2014.

O documento também mostrou que houve uma baixa no recolhimento de tributos importantes em 2015, como o Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e a Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL). Além disso, foi registrado retração na participação especial pela exploração de petróleo e gás por causa da redução do preço internacional do petróleo.

Notícias relacionadas