Economia

Saraiva pede recuperação judicial por dívida de R$ 674 milhões

No mês passado, a livraria Cultura também pediu proteção da Justiça para reestruturar débitos e tentar seguir em operação

[Saraiva pede recuperação judicial por dívida de R$ 674 milhões]
Foto : Divulgação/Humberto Sousa

Por Marina Hortélio no dia 23 de Novembro de 2018 ⋅ 10:00

Com dívida de R$ 674 milhões, a Livraria Saraiva, da rede de varejo líder de venda de livros no País, pediu recuperação judicial hoje (23). No mês passado, a livraria Cultura também pediu proteção da Justiça para reestruturar débitos e tentar seguir em operação.

Na solicitação enviada à Justiça, a Saraiva ressaltou que tenta reestruturar o próprio negócio – processo que está sendo tocado em conjunto com a consultoria Galeazzi & Associados.

Recentemente, a companhia encerrou as atividades de 19 pontos de venda, oito delas tradicionais e 8 unidades iTown, que vendiam produtos de tecnologia da marca Apple. Neste processo, cortou 700 funcionários.

A Saraiva ainda saiu de categorias em que a rentabilidade é mais baixa, como a venda de produtos de tecnologia. A entrada no segmento foi decidida há alguns anos, como uma tentativa de “proteção” à perspectiva de queda nas vendas de livros. 

O segmento de música e filmes, que já foi a segunda maior fonte de receitas para a livraria, foi bastante afetado por avanços tecnológicos, afirma a companhia, que cita no documento de pedido de recuperação a emergência de serviços como Netflix e Spotify nessa área.

Notícias relacionadas

[Latam cancela todos os voos saindo de Santiago]
Economia

Latam cancela todos os voos saindo de Santiago

Por Kamille Martinho no dia 21 de Outubro de 2019 ⋅ 14:40 em Economia

Cancelamento se dá em decorrência da onda de protestos violentos que atinge o país desde a última sexta-feira (18)