Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Economia

Após rompimentos, Vale vai investir R$ 11 bi em processamento a seco de minério

Investimento ocorrerá nos próximos cinco anos

[Após rompimentos, Vale vai investir R$ 11 bi em processamento a seco de minério]
Foto : Getty Images

Por Kamille Martinho no dia 13 de Maio de 2019 ⋅ 21:30

A Vale anunciou que fará investimentos de R$ 11 bilhões nos próximos cinco anos em processamento a seco do minério de ferro para que o método suba dos 60% atuais para 70% das suas operações até 2023. Decisão é tomada após duas grades tragédias causadas por rompimentos de barragens.

A mineradora explica que o processamento a seco do mineiro está vinculado à qualidade do minério de ferro a ser produzido e por esse motivo as operações que mais utilizam esse processo estão localizadas no Pará.

"Em Carajás, como o teor de ferro já é elevado (acima de 64% de ferro), o material somente é britado e peneirado, para ser classificado por tamanho (granulometria). Já em Minas Gerais, o teor médio é de 40% de ferro, contido em rochas conhecidas como itabiritos", informou a Vale em nota.

No Pará, no chamado Sistema Norte, cerca de 80% das quase 200 milhões de toneladas produzidas em 2018 foram processadas a seco. Em Minas Gerais, o processamento a seco foi ampliado de 20%, em 2016, para 32%, em 2018.

Notícias relacionadas