Economia

Gol e Azul afirmam que proibir cobrança pela bagagem vai aumentar preço da passagem aérea

Em maio, o Congresso Nacional aprovou uma MP que prevê gratuidade para bagagem de até 23 quilos, nos voos domésticos, dependendo do tamanho do avião

[Gol e Azul afirmam que proibir cobrança pela bagagem vai aumentar preço da passagem aérea]
Foto : Pixabay

Por Kamille Martinho no dia 06 de Junho de 2019 ⋅ 15:00

Representantes da Gol e da Azul afirmaram que o preço das passagens vai aumentar caso as empresas aéreas sejam proibidas de cobrarem pelo despacho de bagagens. A afirmação foi dada hoje (6) durante audiência publica na Câmara dos Deputados.

No final de maio, o Congresso Nacional aprovou uma Medida Provisória (MP) que prevê gratuidade para bagagem de até 23 quilos, nos voos domésticos, dependendo do tamanho do avião. O texto também autoriza a participação de até 100% de capital estrangeiro em companhias aéreas brasileiras.

"A gente precisa ser transparente, o custo não some. Se incluir o preço da bagagem a passagem sobe, não existe mágica", disse o diretor da Azul, Marcelo Bento.

Alberto Fajerman, assessor da Presidência da Gol, afirmou que se a franquia voltar, o que ocorrerá é que a oferta de passagens mais baratas, que não incluem bagagem, sumirá, e o preço médio das passagens vai subir.

Notícias relacionadas