Economia

Pesquisa aponta que 38% dos brasileiros devem usar FGTS para pagar dívidas

Débitos com cartão de crédito são os mais citados, segundo levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL)

[Pesquisa aponta que 38% dos brasileiros devem usar FGTS para pagar dívidas]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 12 de Setembro de 2019 ⋅ 10:00

Uma pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) aponta que os brasileiros pretendem usar os saques das contas do FGTS para regularizar o pagamento de contas em atraso. De acordo com o estudo, 38% têm a intenção de quitar todas ou pelo menos parte de dívidas que estão pendentes. Aproximadamente 9,7 milhões de brasileiros devem utilizar esse dinheiro extra para "limpar o nome".

Outros 34% dos entrevistados devem guardar ou investir o dinheiro, enquanto 24% vão direcionar os recursos para cobrir despesas básicas do dia a dia e 17% realizar compras em supermercados. Há ainda 13% que pretendem realizar compras de produtos e serviços e 10% que querem antecipar pagamento de compras que não estão em atraso, como prestações de casa, carro, crediário e cartão de crédito.

Entre as principais dívidas a serem pagas com o FGTS, o mais citado é o cartão de crédito (42%). Em seguida, aparecem as contas atrasadas de telefone (20%), contas de luz (18%), água (16%), empréstimos bancários (16%) e empréstimos com parentes ou amigos (16%).

Ainda segundo o levantamento, 45% dos trabalhadores que têm direito ao saque pretendem retirar os recursos do FGTS assim que estiverem disponíveis na conta, principalmente as mulheres (52%). Outros 43% não têm interesse de fazê-lo neste momento, enquanto 12% ainda não decidiram.

Notícias relacionadas