Economia

Empresária Lise Weckerle fala sobre carreira comercial e social

"A oportunidade de começar deveria ser dada a todos", defendeu, em entrevista à Rádio Metrópole

[Empresária Lise Weckerle fala sobre carreira comercial e social]
Foto : Matheus Simoni/Metropress

Por Juliana Almirante no dia 18 de Setembro de 2019 ⋅ 12:41

A empresária e diretora de Ação Social e Cultura da Santa Casa da Bahia  Lise Weckerle contou, em entrevista à Rádio Metrópole hoje (18), como foi sua trajetória na carreira comercial e também no setor social. 

Filha de Ernesto Weckerle, fundador da Ótica Ernesto, ela relatou que foi incentivada pelo pai a fazer faculdade na Alemanha, em uma época que não era comum as mulheres terem acesso ao ensino superior. 

"À época que fui para a Alemanha, com 15 anos, a mulher aqui não tinha lugar específico assim. Era raríssimo entrar na faculdade. Você era criada para casar e ter filhos. Era mais ou menos por aí. Eu fui para a Alemanha e ele (meu pai) me disse que queria que eu tivesse outra forma de viver", relatou.

Lise diz que, ao voltar para o Brasil depois de concluir a faculdade, trabalhou com o pai e depois foi trabalhar com o marido, que atuava no setor de tecidos. Com a carreira comercial, ela chegou a se tornar a primeira mulher escolhida presidente da Associação Comercial da Bahia.

"Quando alguém me perguntava como era ser a primeira mulher na Associação Comercial, eu achava interessante, porque eu nunca me fiz essa pergunta. Porque eu nunca achei que ser mulher era determinante. O determinante era ter condições de fazer aquele trabalho e de você saber fazer esse trabalho, não ser mulher ou ser homem. Então com essa discussão que hoje em dia está tão em voga, do espaço da mulher, eu já galguei há tantos anos que para mim não é novidade", defendeu. 

Hoje como diretora de Ação Social e Cultura da Santa Casa,ela conta que também sempre teve interesse de atuar na área social. 

"(O social) é minha convicção. É minha convicção é de que a gente só cresce quando a base é fortalecida. Isso é algo que ninguém me tira da cabeça", disse. 

Ela relata que a Santa Casa desenvolve um projeto social no bairro da Paz, em Salvador, com seis escolas para crianças carentes. Lise fica surpresa com os resultados positivos que observa na comunidade. 

"Porque é uma transformação. Ninguém vai dizer que todo mundo vai ter as mesmas chances na vida. Claro que não. Mas uma coisa todo mundo deveria ter: o mesmo ponto de partida. A oportunidade de começar deveria ser dada a todos", afirma. 

Notícias relacionadas

[Latam cancela todos os voos saindo de Santiago]
Economia

Latam cancela todos os voos saindo de Santiago

Por Kamille Martinho no dia 21 de Outubro de 2019 ⋅ 14:40 em Economia

Cancelamento se dá em decorrência da onda de protestos violentos que atinge o país desde a última sexta-feira (18)