Editorial

Seis anos sem Lelé: emocionado, MK relembra obras 'extraordinárias' do arquiteto em Salvador; ouça

Em comentário na Rádio Metrópole, Mário Kertész também falou sobre os principais assuntos do noticiário local e nacional

[Seis anos sem Lelé: emocionado, MK relembra obras 'extraordinárias' do arquiteto em Salvador; ouça]
Foto : Matheus Simoni / Metropress

Por Metro1 no dia 21 de Maio de 2020 ⋅ 08:50

Mário Kertész abriu o comentário de hoje (21) na Rádio Metrópole com uma homenagem emocionada ao arquiteto e urbanista carioca João Filgueiras Lima, o Lelé, falecido há exatos seis anos. Nascido em 10 de janeiro de 1932, Lelé foi um grande amigo e parceiro de MK em diversos projetos para a cidade de Salvador, desde os tempos do governo de Antônio Carlos Magalhães.

"Eu, ainda muito jovem, 27, 28 anos, secretário de Planejamento, Ciência e Tecnologia do primeiro governo de ACM, ele me chamou querendo construir o Centro Administrativo da Bahia na avenida Luís Viana Filho, a Paralela. (...) Tivemos projetos de vários arquitetos, mas eu não estava satisfeito. Para fazer o projeto urbanístico do CAB, num atrevimento total, fui pro Rio de Janeiro atrás de Lúcio Costa, que fez o projeto urbanístico de Brasília. E aí depois, um grande amigo meu, Roberto Pinho, disse 'eu tô vendo que você não está satisfeito com esses projetos. Olha, tem um arquiteto em Brasília que trabalha com Oscar Niemeyer, e a gente podia trazer ele aqui'. E era Lelé. Ele sempre foi um sujeito tímido, humilde, 'na dele', sem nenhum tipo de vaidade. Tinha um espírito público extraordinário", contou.

Além de projetar os prédios das secretarias do CAB, no início dos anos 70, Lelé voltou a trabalhar com MK em 1979, durante sua gestão como prefeito "biônico". "Fizemos o grande projeto do Camarujipe, revestimento dos canais dos bairros populares, as passarelas, a Faec, os prédios extraordinários que ele fez aqui e no Brasil todo para a rede Sarah. Lelé é o sujeito que mais conheceu o urbanismo da cidade do Salvador. E nos últimos anos, a pessoa que mais influenciou a arquitetura e o urbanismo na cidade", disse.

MK também passou em revista os principais assuntos do noticiário e elogiou a reportagem exibida ontem (20) no Jornal Nacional, que abordou algumas medidas conjuntas do prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), e do governador Rui Costa (PT).

"Gostei que o Jornal Nacional mostrou pro Brasil todo a importância da união de Rui Costa e ACM Neto. As casas de acolhimento... E botaram o governador em rede nacional pra falar... Ele e Neto estão dando um exemplo de dois grandes homens públicos! Isso é um orgulho pra mim e pra todos os baianos. (...) Já pararam pra pensar quantas vidas estão sendo salvas porque nós, baianos, tivemos a inteligência de eleger ACM Neto e Rui Costa? E olhe que eles se bicavam um bocado. Rui e Neto, vocês me deixam com o coração cheio de esperança de ver que existe gente inteligente, competente, humana, que está acima de disputas mesquinhas. Disputa política vai ter, mas na hora da eleição, não precisa ser antes, essa retaliação que a gente vê do governo federal", analisou.

Ouça o comentário completo:

Notícias relacionadas

[MK endossa comentário de ACM Neto sobre bancos; ouça]
Editorial

MK endossa comentário de ACM Neto sobre bancos; ouça

Por Metro1 no dia 22 de Maio de 2020 ⋅ 08:48 em Editorial

Em comentário na Rádio Metrópole, Mário Kertész ainda se posicionou contra o movimento de dentistas que querem reabrir consultórios: "Não conte comigo pra bandalheira"