Editorial

'O que o Brasil fez pra merecer isso?', questiona MK sobre postura do governo na pandemia; ouça

Mário Kertész ainda repudiou as declarações do escritor e "guru" bolsonarista Olavo de Carvalho: "Vocês viram que homem grosseiro, estúpido?"

['O que o Brasil fez pra merecer isso?', questiona MK sobre postura do governo na pandemia; ouça]
Foto : Matheus Simoni / Metropress

Por Metro1 no dia 08 de Junho de 2020 ⋅ 08:06

Em comentário na Rádio Metrópole, na manhã de hoje (8), Mário Kertész analisou as controvérsias das últimas ações do governo de Jair Bolsonaro na pandemia do coronavírus. Durante o final de semana, o empresário Carlos Wizard, que havia sido anunciado como novo secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, desistiu do cargo após a repercussão negativa de suas declarações. Wizard afirmou que planejava recontar os mortos pela Covid-19 no Brasil devido a "irregularidades". Ao mesmo tempo, o Ministério da Saúde mudou o horário de divulgação dos dados sobre a pandemia no país para evitar que eles ganhassem espaço nos telejornais noturnos, em especial o Jornal Nacional, da Rede Globo.

"O Brasil tá doido, pirado, o mundo tá pirado, mas o Brasil tá hiperpirado. Aparece aí um tal bilionário, Wizard, que disse que ia assumir uma função no Ministério da Saúde. E a primeira coisa que ele ia fazer era recontar o número de mortos e infectados no Brasil pela Covid. Não é engraçado isso, rapaz? O presidente Jair Bolsonaro disse que não ia mais liberar os dados às 19h para não entrar no 'jornal da morte', o Jornal Nacional. Quer dizer, parece picuinha de menino amarelo que fica pirraçando, não é? (...) O tal Wizard viu que o negócio não é pra brincadeira, que isso tem repercussões no mundo todo, e felizmente, graças ao Altíssimo, pediu demissão. Vade retro, Satanás. Vá embora! Que coisa mais besta, mais infantil, eu nunca vi uma coisa tão infantil como essa!", exclamou.

"Nesse fim de semana eu estava conversando com um grande amigo meu, um dos maiores jornalistas do país, que tem 82 anos, e eu tenho 76. Eu disse a ele 'rapaz, às vezes eu fico pensando, será que a gente precisaria ter vivido tanto pra assistir tanta coisa? Assistir a essa pandemia, ver o Brasil tão humilhado, maltratado, achincalhado, avacalhado...' Sinceramente. (...) Se dependesse da minha escolha, eu já teria ido, pedido pra parar o mundo pra eu descer. Claro que não vou parar o mundo, não vou me suicidar, nada disso passa pela minha cabeça, mas pode ter certeza de que essa coisa toda me abala profundamente e eu me pergunto mesmo: por quê? O que o Brasil fez pra merecer isso? E vai ficar por isso mesmo? Nós vamos mergulhar cada vez mais nas trevas?", questionou.

MK também repudiou as declarações do escritor e "guru" bolsonarista Olavo de Carvalho, que divulgou um vídeo no qual afirma que Bolsonaro é "inativo e covarde" e ameaça derrubar o governo. "Vocês viram que homem grosseiro, estúpido? Viram que ele mandou o presidente da República 'pegar a condecoraçãozinha e enfiar'? Que é isso, a gente vai ter que conviver com isso? Será que o povo brasileiro, será que nós temos que nos apequenar tanto, a esse ponto? A ouvir um infame de um astrólogo de merda se dirigir desse jeito ao presidente da República democraticamente eleito?", disse.

Ouça o comentário completo:

Notícias relacionadas