Esportes

Justiça americana aceita diminuir fiança de Marin para 4 milhões de dólares

O juiz Raymond Dearie aceitou diminuir de 15 para 4 milhões de dólares a fiança que permite ao ex-presidente da CBF José Maria Marin cumprir prisão domiciliar em Nova York. Ainda assim, ex-presidente está tendo dificuldades para quitar a fiança de R$ 57 milhões com governo dos EUA. [Leia mais...]

[Justiça americana aceita diminuir fiança de Marin para 4 milhões de dólares]
Foto : Reprodução/EFE

Por Matheus Simoni no dia 02 de Janeiro de 2016 ⋅ 13:02

O juiz Raymond Dearie aceitou diminuir de 15 para 4 milhões de dólares a fiança que permite ao ex-presidente da CBF José Maria Marin cumprir prisão domiciliar em Nova York. Ainda assim, ex-presidente está tendo dificuldades para quitar a fiança de R$ 57 milhões com governo dos EUA.

Dearie teria se convencido de que Marin não pode movimentar todas as suas contas bancárias porque algumas delas são em conjunto com Marco Polo Del Nero e dependem também da assinatura do presidente licenciado da CBF. Del Nero é investigado por suspeita de recebimento de propina na organização da Copa do Mundo de 2014.

Comentarios

Notícias relacionadas