Esportes

Galícia tem até uma semana antes do início do Baiano para apresentar CNDs

O time ainda não apresentou as Certidões Negativas de Débito (CND) que desde agosto de 2015, quando a lei do Profut foi sancionada, são necessárias para um clube ingressar em qualquer competição. “Fizemos reuniões desde o ano passado com os clubes para explicar a lei, o tema e o rigor dos prazos. A Federação Baiana de Futebol, em momento algum, disse para o Galícia que ele está fora do campeonato, estamos cumprindo a lei", explicou Ednaldo Rodrigues

[Galícia tem até uma semana antes do início do Baiano para apresentar CNDs]
Foto : Reprodução / Futebol Bahiano

Por Pedro Sento Sé no dia 20 de Janeiro de 2016 ⋅ 21:20

O Galícia ainda corre riscos de não participar da edição 2016 do Campeonato Baiano. O time ainda não apresentou as Certidões Negativas de Débito (CND) que desde agosto de 2015, quando a lei do Profut foi sancionada, são necessárias para um clube ingressar em qualquer competição.

“Fizemos reuniões desde o ano passado com os clubes para explicar a lei, o tema e o rigor dos prazos. A Federação Baiana de Futebol, em momento algum, disse para o Galícia que ele está fora do campeonato, estamos cumprindo a lei. Só poderá participar do campeonato quem apresentar as CNDs e estiver em dia com seus atletas”, explicou o presidente da FBF, Ednaldo Rodrigues em entrevista a Equipe Os Campeões da Bola na Rádio Metrópole na noite desta quarta-feira.

Segundo o presidente, todos os clubes cumpriram a determinação salvo o clube Granadeiro. Ednaldo ainda frisou que Dario Rego, presidente do Galícia, poderia ter resolvido essa situação desde o ano passado.

“O prazo para que o Galícia regularize sua situação será no máximo uma semana antes do início do Baiano, para que não prejudique os outros times nem a logística de arbitragem e de tudo que precisa ser feito antes da partida”, finalizou. 

Notícias relacionadas