Esportes

Petrobras rescinde contrato e deixa de patrocinar Copa do Brasil

A diretoria da Petrobras anunciou nesta sexta-feira (29) que não irá continuar a patrocinar a Copa do Brasil, torneio organizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Segundo a estatal, a decisão de cortar o patrocínio reflete a postura de corte de gastos da empresa. "O contrato de patrocínio à Copa do Brasil foi descontinuado a partir de 2016 como parte de um esforço de redução dos custos com patrocínios. A Petrobras salienta ainda, no que diz respeito a patrocínios esportivos, que procurará focar as suas ações em modalidades olímpicas e esporte motor", informou a empresa. [Leia mais...]

[Petrobras rescinde contrato e deixa de patrocinar Copa do Brasil]
Foto : Tânia Rego/Agência Brasil

Por Matheus Simoni no dia 29 de Janeiro de 2016 ⋅ 16:47

A diretoria da Petrobras anunciou nesta sexta-feira (29) que não irá continuar a patrocinar a Copa do Brasil, torneio organizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Segundo a estatal, a decisão de cortar o patrocínio reflete a postura de corte de gastos da empresa. "O contrato de patrocínio à Copa do Brasil foi descontinuado a partir de 2016 como parte de um esforço de redução dos custos com patrocínios. A Petrobras salienta ainda, no que diz respeito a patrocínios esportivos, que procurará focar as suas ações em modalidades olímpicas e esporte motor", informou a empresa, em nota enviada ao jornal Folha de S. Paulo.

Segundo a publicação, o contrato era firmado entre a Petrobras e a Klefer Marketing Esportivo, empresa que está sendo investigada por corrupção e venda de competições através do pagamento de propina. A Klefer é atual detentora dos direitos para comercializar os patrocínios referentes à Copa do Brasil.

A empresa já foi investigada por agentes do FBI que investigam a corrupção na Fifa. Em maio do ano passado, a sede da empresa, localizada no Rio de Janeiro, foi palco de investigação da polícia federal a pedido do Departamento de Justiça dos Estados Unidos, que vem conduzindo as investigações através do FBI. Em comunicado, a CBF afirmou que não iria comentar a decisão da Petrobras por não ter relação com o contrato.

Comentarios

Notícias relacionadas