Esportes

Técnico da seleção brasileira garante Neymar contra a Colômbia

O técnico da seleção brasileira masculina de futebol nos Jogos do Rio de Janeiro, Rogério Micale, se mostrou confiante na recuperação do atacante Neymar para a continuidade da competição. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (12), o comandante brasileiro disse que o atleta segue passando por um tratamento intensivo, que deve deixá-lo de fora do treino que será realizado nesta sexta. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Lucas Figueiredo/MowaPress

Por Matheus Simoni no dia 12 de Agosto de 2016 ⋅ 16:30

O técnico da seleção brasileira masculina de futebol nos Jogos do Rio de Janeiro, Rogério Micale, se mostrou confiante na recuperação do atacante Neymar para a continuidade da competição. Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (12), o comandante brasileiro disse que o atleta segue passando por um tratamento intensivo, que deve deixá-lo de fora do treino que será realizado nesta sexta.

No entanto, Micale ressaltou que Neymar está apto para enfrentar a Colômbia no sábado (13), em jogo válido pelas quartas de final do torneio olímpico. "Neymar está passando por um tratamento intenso. Está sendo acompanhado a cada instante. Hoje à tarde vamos ter uma reunião com o departamento médico, mas garanto que Neymar vai estar apto para jogar", disse o técnico.

Neymar torceu o tornozelo direito no jogo faltando 20 minutos para o fim da vitória do Brasil sobre a Dinamarca, por 4 a 0, na última quarta-feira (10), em Salvador.

"Vamos nos reunir no momento do treino. Não sei se ele vai treinar, mas não vejo necessidade alguma de ele participar do treinamento. O objetivo máximo neste momento é recuperar os atletas. Se ele não pode treinar, não irá afetá-lo em nada. O melhor é que ele esteja pronto, sem dor, para o poder jogar", afirmou Micale.

Notícias relacionadas

[Famílias recusam proposta do Flamengo]
Esportes

Famílias recusam proposta do Flamengo

Por Clara Rellstab no dia 22 de Fevereiro de 2019 ⋅ 06:36 em Esportes

Sem precisar números, tanto parentes quanto advogados disseram que a proposta foi pouco superior aos R$ 400 mil e um salário mínimo mensal