Esportes

Preso na Suíça, José Maria Marin diz que sabia de crimes na Fifa

O ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, foi ouvido nesta terça-feira (14) por autoridades judiciais e um representante da polícia da Suíça, onde ele está preso desde o dia 27 de maio. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação/CBF

Por Matheus Simoni no dia 14 de Julho de 2015 ⋅ 15:12

O ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), José Maria Marin, foi ouvido nesta terça-feira (14) por autoridades judiciais e um representante da polícia da Suíça, onde ele está preso desde o dia 27 de maio. Segundo o jornal Folha de S. Paulo, a audiência também contou com a presença de advogados do cartola e foi a primeira oportunidade do ex-dirigente se defender das acusações de corrupção na Fifa.

De acordo com os advogados de Marin, ele foi questionado se sabia dos crimes que foi acusado. O dirigente respondeu que sim. Outras 14 perguntas foram feitas, mas nenhuma delas tratava sobre o mérito dos crimes. A audiência com o ex-presidente da CBF é o primeiro passo para o processo de extradição para os Estados Unidos, ação que foi contestada por Marin. A defesa do cartola argumentou que não há provas na acusação que possam incriminá-lo.

Comentarios

Notícias relacionadas