Esportes

Vaiado depois do jogo, Argel pede paciência para aliar 'resultado com exibição'

O técnico Argel Fucks foi vaiado na Barradão mesmo após o triunfo do Vitória contra o Bragantino nesta quarta-feira (22), em partida válida pela segunda fase da Copa do Brasil. O time rubro-negro teve a partida na mão, mas acabou ameaçado pelos paulistas no segundo tempo. Caso empatasse, o Vitória amargaria uma disputa de pênalti para decidir a vaga na terceira fase do torneio. [Leia mais...]

[Vaiado depois do jogo, Argel pede paciência para aliar 'resultado com exibição']
Foto : Maurícia da Matta/Divulgação/ECV

Por Matheus Simoni no dia 22 de Fevereiro de 2017 ⋅ 22:37

O técnico Argel Fucks foi vaiado na Barradão mesmo após o triunfo do Vitória contra o Bragantino nesta quarta-feira (22), em partida válida pela segunda fase da Copa do Brasil. O time rubro-negro teve a partida na mão, mas acabou ameaçado pelos paulistas no segundo tempo. Caso empatasse, o Vitória amargaria uma disputa de pênalti para decidir a vaga na terceira fase do torneio.

Em entrevista coletiva, Argel minimizou as vaias e disse que o time ainda está em formação. "São coisas que acontecem no futebol. Estamos buscando muito mais o resultado do que uma exibição. Hoje finalizamos mais, tivemos mais posse. Quando você finaliza demais, significa que você tem muita posse. Eu não lembro na história do Vitória um início tão bom em 50 dias de trabalho. Em termos de resultado, são nove jogos oficiais, com oito vitórias e uma derrota. Somos líderes do Baianão com 100% e líderes na Copa do Nordeste. Em termos de resultado, não me lembro de estarmos tão bem", disse Argel, que pediu mais tempo para aprimorar a equipe.

"Em termos de exibição, temos sempre que melhorar. Nós ficamos com 30% da equipe do ano passado. Claro que a gente tem que melhorar, mas isso é com um tempo. No futebol, não é do dia para a noite que você vai aliar resultado com exibição", declarou.

Questionado sobre o sufoco no fim da partida, Argel disse que o adversário não ameaçou seriamente a equipe do Vitória. "Não acho que houve sufoco. O adversário não criou nada. Tivemos duas chances mesmo no fim do jogo. Temos que aprender a matar o jogo logo", afirmou.

Argel disse ainda que a equipe vai aproveitar a folga do carnaval para treinar ainda mais. "Jogador não se escala. Eles buscam uma condição dentro do clube. Não tenho ansiedade de definir um time titular. Com um time titular você ganha dois ou três jogos. Com um grupo, a gente ganha o campeonato. Vamos passar o carnaval trabalhando. Aqui ninguém vai para camarote, ninguém aqui vai para passarela", disse o treinador.

Notícias relacionadas