Esportes

\'Arbitragem nos encurralou\', diz Gallo sobre pênalti marcado contra o Vitória

Após a derrota do Vitória contra o Palmeiras por 4 a 2 no Allianz Parque, em São Paulo, neste domingo (16), o técnico rubro-negro Alexandre Gallo falou em entrevista aos Campeões da Bola, da Rádio Metrópole, sobre a partida. Segundo ele, o pênalti marcado no primeiro tempo de jogo, não era para existir. [Leia mais...]

[\'Arbitragem nos encurralou\', diz Gallo sobre pênalti marcado contra o Vitória]
Foto : Maurícia da Matta / EC Vitória

Por Jessica Galvão no dia 16 de Julho de 2017 ⋅ 13:54

Após a derrota do Vitória contra o Palmeiras por 4 a 2 no Allianz Parque, em São Paulo, neste domingo (16), o técnico rubro-negro Alexandre Gallo falou em entrevista aos Campeões da Bola, da Rádio Metrópole, sobre a partida. Segundo ele, o pênalti marcado no primeiro tempo de jogo, não era para existir.

'Há duas semanas atrás nós fizemos um jogo contra o Bahia para ganhar, e ganhamos fora de casa do Atlético-GO. Nós fizemos um grande jogo hoje onde a arbitragem nos encurralou no primeiro tempo, deu aquele pênalti que não existia. A gente sabe como é que é ter uma situação dessa contra o Palmeiras', disse Gallo à Metrópole.

'No segundo tempo nós tivemos dois lances para empatar e passar o Palmeiras, depois tivemos um pênalti com Patric. Apesar dele tentar continuar no lance, a arbitragem não deu o que tem que dar. O atleta quer continuar, tem que se dar a falta. Então foram três ações que nós tínhamos e nós jogávamos por duas ações no primeiro tempo e duas no segundo. Agora como explicar uma situação dessa? Nós falhamos ofensivamente e alguns gols defensivamente também atrapalhou bastante, porque foram gols que não são pra tomar da maneira que foi', continuou o técnico.

Segundo Gallo, 'o time estava muito equilibrado'. 'Fizemos um primeiro tempo muito bom. Isso é uma situação do futebol. Se a gente consegue passar na frente do Palmeiras no segundo tempo do jeito que nós armamos, essa questão tem que ser levada em consideração. A gente faz uma análise em cima da derrota e temos que analisar os 90 minutos', concluiu.

Comentarios

Notícias relacionadas