Esportes

Mancini admite cenário delicado, mas diz que chegou no Vitória para \"apagar incêndio\"

Técnico responsável por uma melhora surpreendente no desempenho do Vitória nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, Vagner Mancini admitiu que essa foi este foi o cenário mais delicado no qual já assumiu o Leão, mas disse que a situação permitiu que ele conseguisse algumas exigências antigas, como um contrato mais longo – até 2018 – e a possibilidade de implantar um projeto a longo prazo. Segundo Mancini, ele chegou ao comando do Rubro-Negro para “apagar um incêndio”. [Leia mais...]

[Mancini admite cenário delicado, mas diz que chegou no Vitória para \
Foto : Mauricia da Matta / EC Vitória

Por Laura Lorenzo no dia 11 de Agosto de 2017 ⋅ 12:51

Técnico responsável por uma melhora surpreendente no desempenho do Vitória nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, Vagner Mancini admitiu que este foi o cenário mais delicado no qual já assumiu o Leão, mas disse que a situação permitiu que ele conseguisse algumas exigências antigas, como um contrato mais longo – até 2018 – e a possibilidade de implantar um projeto a longo prazo. Segundo Mancini, ele chegou ao comando do Rubro-Negro para “apagar um incêndio”.

“Foi uma cartada minha e uma situação onde eu enxerguei que o clube aceitaria porque ele também estava numa situação difícil. Não tem como você fazer um projeto sem que haja aceitação ou compromisso. Então nós sentamos, discutimos, e eles (integrantes da diretoria) entenderam”, explicou o treinador.

Mesmo permanecendo na zona de rebaixamento, com o treinamento de Mancini o Vitória passou de uma situação crítica para um aproveitamento de 77,7% nas últimas três rodadas, quando ele chegou no clube. o Técnico ainda aproveitou a boa imagem para fazer um pedido para os torcedores rubro-negros: \"Conta muito para o jogador ouvir a torcida gritar ‘Nêgo’, da arquibancada. O Vitória precisa voltar a ser temido dentro de casa”, pediu.

Comentarios

Notícias relacionadas

[Final da Copa proíbe símbolos políticos]
EsportesCOPA DO MUNDO

Final da Copa proíbe símbolos políticos

Por Marina Hortélio no dia 14 de Julho de 2018 ⋅ 14:30 em Esportes

As autoridades russas fizeram uma lista de bandeiras e símbolos que devem ser barrados na entrada do estádio de Luzhniki