Esportes

Buscando vaga no Mundial de Caratê, baiano embarca para Pan-Americano

Fernando Leony é carateca, tem 14 anos e embarca nesta sexta (21) com destino a Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. Lá, o baiano vai disputar o Pan-Americano de Karatê na categoria cadete (14 a 15 anos), para atletas abaixo dos 52 kg. Tudo na raça, sem apoio — que, aliás, ele precisa. E muito. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Secom/Bahia

Por Pedro Sento Sé no dia 22 de Agosto de 2015 ⋅ 08:01

Fernando Leony é carateca, tem 14 anos e embarca nesta sexta (21) com destino a Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia. Lá, o baiano vai disputar o Pan-Americano de Karatê na categoria cadete (14 a 15 anos), para atletas abaixo dos 52 kg. Tudo na raça, sem apoio — que, aliás, ele precisa. E muito.
 
“É uma competição dificil. Atletas da Venezuela e dos Estados Unidos sempre mandam bons lutadores. Mas eu tô bem confiante e dá pra buscar o título”, fala, empolgado. Nesta competição, ele também vai ter como rival o sergipano Isaac Santos. E Fernando vai precisar derrotar o rival brasileiro para se classificar para o Mundial, que vai ser realizado na Indonésia, em novembro.
 
“Já procurei saber dos meus adversários, assisti lutas de alguns deles na internet e preciso chegar entre os três primeiros para ir ao Mundial. E como só tem uma vaga na minha categoria para o Brasil, vai ser eu ou ele”, afirma Fernando, que treina de domingo a domingo, na reta final de preparação para o Pan-Americano.
Mas essa disposição contrasta com a dificuldade que o jovem atleta tem de participar de competições. Ele hoje não conta com nenhum apoio. “Infelizmente, é muito difícil conseguir patrocínios. Meus pais bancam tudo. Já estava puxado para eles bancarem as viagens dentro do Brasil, imagina agora indo para Bolívia e quem sabe para a Indonésia?”, lamenta.
 

Notícias relacionadas