Esportes

Presidente da CBF, Del Nero teme quebras de sigilo fiscais e bancárias

Marco Polo Del Nero, entrou com um pedido junto ao Superior Tribunal Federal (STF) para tentar evitar a quebra do seu sigilo bancário e fiscal, que já tinha sido aprovada pela CPI.

[Imagem not found]
Foto : Reprodução / Instagram

Por Metro1 e Globoesporte.com no dia 27 de Agosto de 2015 ⋅ 09:06

Depois que a CPI do Futebol solicitou que todos os contratos da CBF com empresas parceiras fossem revelados, o presidente da entidade, Marco Polo Del Nero, entrou com um pedido junto ao Superior Tribunal Federal (STF) para tentar evitar a quebra do seu sigilo bancário e fiscal, que já tinha sido aprovada pela CPI.

O senador Romário (PSB-RJ) divulgou a informação em uma página em um rede social. Ele também informou que o ministro Edson Fachin deu um prazo de 24 horas para que a comissão apresente informações que justifiquem a quebra do sigilo bancário e fiscal do presidente Del Nero.

“Até amanhã enviaremos um peça bem fundamentada para o Supremo, argumentos não faltam. Mas vale aquela máxima: quem não deve não teme!" publicou o senador.

 

Notícias relacionadas