Esportes

Carpegiani lamenta falta de opções no Vitória: 'Temos que buscar soluções'

Em entrevista após o confronto, o comandante disse que o Leão foi pouco agressivo e sentiu a falta de peças importantes

[Carpegiani lamenta falta de opções no Vitória: 'Temos que buscar soluções']
Foto : Divulgação/ECV/Maurícia da Matta

Por Matheus Simoni no dia 16 de Setembro de 2018 ⋅ 15:30

O técnico do Vitória, Paulo Cézar Carpegiani, lamentou o resultado do rubro-negro na partida de ontem (15), contra o Ceará, pela 25ª rodada da Série A. O time baiano foi derrotado por 2 a 0 e desperdiçou a chance de dar um salto na tabela da competição. Em entrevista após o confronto, o comandante disse que o Leão foi pouco agressivo e sentiu a falta de peças importantes.

"Erros inexplicáveis. Erros de posicionamento, erro de passe que propiciou a diferença do jogo naquele momento. No primeiro tempo não atuamos bem. Não tivemos agressividade. Teve retenção de bola, mas sem jogada aguda. O adversário teve intensidade. Roubava essa bola, partia em contra-ataque e nos causava dificuldade. Temos que repensar isso tudo", afirmou o treinador.

Ainda segundo Carpegiani, a solução pode estar nas divisões de base para conseguir suprir a carência no ataque. Ele falou da queda de produção de Neilton e da falta de opções do elenco.

“Quem é que eu tenho? O problema é que muitas vezes não é só o Neilton. Tem um ou outro jogador que ainda não está bem fisicamente. É uma das dificuldades que temos ainda. Estou esperando o Luan, mas ainda vai demorar um pouco de tempo. Há uma escassez de jogadores que poderiam ser a solução. Não adianta. Temos qua parabenizar o adversário, que foi melhor. Temos que buscar soluções, talvez nas categorias de base”, afirmou.

Notícias relacionadas

[Revelação do Bahia desperta interesse do Milan]
Esportes

Revelação do Bahia desperta interesse do Milan

Por Matheus Simoni no dia 22 de Março de 2019 ⋅ 08:42 em Esportes

Ontem (21), Ramires foi autor de um dos gols na vitória tricolor sobre o Atlético de Alagoinhas, por 3 a 0, na semifinal do Baianão