Esportes

Bellintani confirma presença do Bahia no Nordestão 2019

Em uma avaliação do ano do tricolor, ele destacou os números conquistados pelo Bahia, mas fez uma crítica aos torcedores que se colocaram insatisfeitos com os resultados do time

[Bellintani confirma presença do Bahia no Nordestão 2019]
Foto : Divulgação/ECB/Felipe Oliveira

Por Matheus Simoni no dia 04 de Dezembro de 2018 ⋅ 15:04

O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, confirmou que o clube vai participar da edição 2019 da Copa do Nordeste, após deixar em aberto se teria presença ou não no torneio. O anúncio foi feito hoje (4), durante apresentação a um grupo de conselheiros do Simplesmente Bahia. Em maio, o tricolor cogitou não disputar a Copa, sob a justificativa de que o formato não seria benéfico ao Esquadrão de Aço.

Ao ser questionado sobre a folha salarial do tricolor, Bellintani disse que atualmente gira em torno de R$ 3,2 milhões. No entanto, segundo ele, há a possibilidade de aumentar em até 10% no ano que vem, levando em conta possíveis rescisões, contratações e negociações com jogadores. 

Em uma avaliação do ano do tricolor e da gestão, Guilherme Bellintani destacou os números conquistados pelo Bahia, mas fez uma crítica aos torcedores que se colocaram insatisfeitos com os resultados do time. Segundo ele, os problemas do passado ainda precisam ser resolvidos. O dirigente cobrou uma maior participação na torcida e afirmou que também há uma necessidade de se fazer uma autocrítica do próprio clube.

"Somos o 14º orçamento do país e somos o 18º em numero de sócios. Será que a gente não está se achando demais não? Como queremos ser campeões assim? 'Ah, mas a torcida do Bahia apoia'. Mas é o 11º em publico. O Ceará tem mais público que a gente", declarou.

Para o presidente tricolor, há uma expectativa de que o Bahia possa garantir voos maiores em 2019. "Temos indicadores de que vamos disputar o topo do Nordestão e do Baiano. Não vamos entrar com obrigação de ganhar porque isso não existe. Será que não devemos entender que temos um caminho a buscar? Nossa torcida não tem um poder aquisitivo muito alto, mas não é jogando culpa para a torcida. É preciso uma dose de realidade. Depois de anos de descaso, Série C e salários de jogadores atrasados, não é de uma hora para outra que vamos conseguir ser campeões", disse o mandatário.

Notícias relacionadas