Brasil

Greenpeace 'suja' Palácio do Planalto de Petróleo e ministro reclama

"Não bastasse não ajudar na limpeza do petróleo venezuelano nas praias do Nordeste, os ecoterroristas ainda depredam patrimônio público", disse Salles

[Greenpeace 'suja' Palácio do Planalto de Petróleo e ministro reclama]
Foto : Reprodução / Twitter

Por Alexandre Galvão no dia 23 de Outubro de 2019 ⋅ 09:57

Uma ação do grupo ativista Greenpeace, que cuida de questões ambientais, sujou ruas do entorno do Palácio do Planalto, onde trabalha diariamente o presidente Jair Bolsonaro. 

"Palácio do Planalto amanhece manchado de óleo. Ação do @greenpeacebrasil cobra providências sobre o desastre ambiental que assola o litoral do Nordeste brasileiro", escreveu, no Twitter, o deputado estadual pelo Rio de Janeiro, Tarcísio Motta (PSOL). 

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, também foi às redes sociais, mas para reclamar da ação. "Não bastasse não ajudar na limpeza do petróleo venezuelano nas praias do Nordeste, os ecoterroristas ainda depredam patrimônio público".

 

Notícias relacionadas