Justiça

STJ nega federalização da chacina do Cabula

A PGR havia solicitado transferência das apurações para âmbito nacional

[STJ nega federalização da chacina do Cabula ]
Foto : Alberto Maraux/SSP-BA

Por Lara Ferreira no dia 28 de Novembro de 2018 ⋅ 17:20

A Terceira Seção do Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu hoje (28) manter sob responsabilidade da Justiça estadual da Bahia as investigações sobre a chacina no Cabula. 
 
A Procuradoria-Geral da República (PGR) havia solicitado a transferência das apurações para a Justiça Federal argumentando que faltaria isenção se o julgamento seguisse com autoridades baianas. 
 
A chacina do cabula ocorreu em Salvador, em fevereiro de 2015, quando nove policiais militares das Rondas Especiais da Bahia realizaram uma operação em Vila Moisés, no bairro. Doze pessoas entre 15 e 28 anos morreram baleadas e outras seis ficaram gravemente feridas. 

Notícias relacionadas

[Gastos com Judiciário chegam a 2% do PIB do país]
Justiça

Gastos com Judiciário chegam a 2% do PIB do país

Por Juliana Rodrigues no dia 02 de Dezembro de 2018 ⋅ 13:00 em Justiça

Segundo especialistas, alto custo se deve ao regime previdenciário da categoria e à grande quantidade de recursos em cada instância