Justiça

MEC autoriza mais 19 cursos de Direito, com 2.880 novas vagas

Presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Claudio Lamachia, afirmou que a ampliação da oferta de cursos não atende a uma demanda social

[MEC autoriza mais 19 cursos de Direito, com 2.880 novas vagas]
Foto : Divulgação

Por Alexandre Galvão no dia 26 de Dezembro de 2018 ⋅ 11:20

O Ministério da Educação publicou portaria no Diário Oficial da União em que autoriza a abertura de mais 19 cursos de Direito. Ao todo, serão 2.880 novas vagas nas cinco regiões do país.

Presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Claudio Lamachia, afirmou que a ampliação da oferta de cursos não atende a uma demanda social, pois deriva de interesses meramente econômicos.

“O crescimento das autorizações para abertura de novos cursos de Direito Brasil afora é uma ameaça ao futuro do país. O ritmo é frenético, como demonstram os dados diariamente publicados. Somente em 2018, o Ministério da Educação deu luz verde para 131 novos cursos de Direito, o que abriu novas 18.050 vagas”, disse, segundo o Conjur. 

Nenhuma das vagas é na Bahia.

Notícias relacionadas

[Moraes avalia ampliar varas colegiadas para crime organizado]
Justiça

Moraes avalia ampliar varas colegiadas para crime organizado

Por Marina Hortélio no dia 07 de Janeiro de 2019 ⋅ 13:00 em Justiça

Proposta vai ser debatida em fevereiro durante encontro nacional, do qual participarão juízes criminais, juízes de execução penal e juízes corregedores de presídios

[MP pede que Google retire do ar vídeos de youtubers mirins]
Justiça

MP pede que Google retire do ar vídeos de youtubers mirins

Por Clara Rellstab no dia 02 de Janeiro de 2019 ⋅ 11:20 em Justiça

O promotor Eduardo Dias notificou empresas que aderiram à prática para tentar um acordo em que elas se abstenham de fazer propaganda disfarçada por meio de influenciadore...

[Conselho Nacional de Justiça finaliza 804 julgamentos em 2018]
Justiça

Conselho Nacional de Justiça finaliza 804 julgamentos em 2018

Por Alexandre Galvão no dia 27 de Dezembro de 2018 ⋅ 10:00 em Justiça

O CNJ esclarece, em nota, que no relatório não foram incluídos os processos julgados na 51ª Sessão Extraordinária, ocorrida no dia 18 de dezembro, no plenário do órgão