Justiça

Justiça torna réus sete investigados por fraude em licitação da Infraero

O suposto crime teria acontecido em no aeroporto de Campo Grande, em 2014

[Justiça torna réus sete investigados por fraude em licitação da Infraero]
Foto : Reprodução/Mercado Livre

Por Lara Curcino no dia 12 de Fevereiro de 2019 ⋅ 11:20

A Justiça aceitou a denúncia do Ministério Público Federal de Mato Grosso do Sul e tornou sete investigados réus pelos crimes de associação criminosa e fraude em licitação da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). 

A soma das penas dos agora reús pode chegar a sete anos de prisão, além de multa e indenização no valor de R$ 416 mil por causa do prejuízo causado aos consumidores.  

De acordo com o Estadão, na acusação é alegado que “os réus combinavam valores para obter vantagens sobre os concorrentes durante pregões da Infraero”. A Procuradoria afirma que, em 2014, houve uma fraude durante licitação para exploração comercial de área destinada à lanchonete e cafeteria no setor de embarque do Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Notícias relacionadas