Justiça

STF considera que importação da semente de cannabis não é crime

Ministro Celso de Mello avaliou que a semente não contém o princípio ativo da droga e assim não causa dependência

[STF considera que importação da semente de cannabis não é crime]
Foto : Reprodução

Por Juliana Almirante no dia 14 de Maio de 2019 ⋅ 15:20

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello considerou que a importação de sementes de cannabis por uma mulher de São Paulo não pode ser enquadrada como crime. A decisão foi assinada hoje (13).

A cannabis é a planta da qual se faz a maconha. A mulher envolvida na ação havia recebido os produtos da Holanda,

O ministro avaliou que a semente não contém o princípio ativo da droga e assim não causa dependência.

Hoje é permitido no Brasil o registro de produtos à base dos princípios ativos da cannabis. No entanto, o plantio para pesquisa ou fins medicinais ainda não está regulamentado. Já a venda da maconha é considerada tráfico.

O Ministério Público de São Paulo (MP-SP) pediu à Justiça que a mulher fosse condenada por importar substância não permitida via postagem, com pena de até 15 anos de prisão.

Notícias relacionadas