Justiça

Alexandre de Moraes defende inquérito sobre fake news

Ministro vê que fala de Janot incitou agressão de procurador contra juíza em São Paulo

[Alexandre de Moraes defende inquérito sobre fake news]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Catarina Lopes no dia 05 de Outubro de 2019 ⋅ 16:00

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, foi ontem (4) em defesa do inquérito sobre fake news e buscas que autorizou na residência do ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Para Moraes, existe uma relação entre as declarações de Janot, em que ele conta que foi armado ao STF para matar Gilmar Mendes, e a agressão de um procurador contra uma juíza que ocorreu na última quinta-feira no Tribunal Regional Federal de São Paulo.

“O que ocorreu em relação a esse episódio é uma agressão de incitação ao crime. Em nenhum momento a investigação, como foi colocada, é de tentativa de homicídio porque nem se iniciou a execução, mas incitação. Incitação essa que menos de uma semana depois ficou comprovada com ato absurdo que ocorreu ontem aqui em São Paulo na Justiça Federal, demonstrando a necessidade de se investigar qualquer incitação a crime contra ministros do Supremo Tribunal Federal”, afirmou o ministro.

Notícias relacionadas