Justiça

STJ nega salvo-conduto a acusado de atacar Porta dos Fundos

O objetivo era que ele pudesse voltar ao país sem o risco de ser preso

[STJ nega salvo-conduto a acusado de atacar Porta dos Fundos]
Foto : Arquivo pessoal/Eduardo Fauzi

Por Luciana Freire no dia 05 de Fevereiro de 2020 ⋅ 20:00

O ministro Rogério Schietti, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou hoje (5) um salvo-conduto pedido pela defesa de Eduardo Fauzi Cerquise, suspeito de participar de um ataque à sede da produtora Porta dos Fundos, em 24 de dezembro. O objetivo era que ele pudesse voltar ao país sem o risco de ser preso.

A defesa de Cerquise havia pedido ao STJ uma liminar contra decisão do desembargador José Muiños Piñero, da 6ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ) que, em dezembro do ano passado, negou um habeas corpus e manteve uma ordem de prisão temporária contra o suspeito.

Notícias relacionadas