Mundo

The New York Times ataca Dilma e diz que nomeação de Lula foi "ridícula"

Em editorial publicado nesta sexta-feira (18), o jornal americano "The New York Times" afirmou que a presidente Dilma Rousseff (PT) "luta por sobrevivência política" diante da maior crise política do seu governo. Ainda segundo o periódico, a nomeação "surpreendentemente" do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pra a Casa Civil é sinal de que Dilma acreditava ter "capital político de sobra".[Leia mais...]

[The New York Times ataca Dilma e diz que nomeação de Lula foi
Foto : Reprodução/The New York Times

Por Matheus Simoni no dia 19 de Março de 2016 ⋅ 09:43

Em editorial publicado nesta sexta-feira (18), o jornal americano "The New York Times" afirmou que a presidente Dilma Rousseff (PT) "luta por sobrevivência política" diante da maior crise política do seu governo. Ainda segundo o periódico, a nomeação "surpreendentemente" do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pra a Casa Civil é sinal de que Dilma acreditava ter "capital político de sobra".

Sob o título de "Brazil’s Political Crisis Deepens" ('Crise política no Brasil se aprofunda', em português), o editorial do jornal classificou como "ridícula" a tentativa de incluir Lula no governo alegando sua alta capacidade de diálogo e de solução de crises, como os problemas na economia e a propagação do Zika Vírus. Dilma estaria criando assim outra crise em seu governo, desta vez por falta de "confiança em seu julgamento".

"Cerca de 50 autoridades –incluindo políticos de outros partidos– foram envolvidos no escândalo da Petrobras, e os brasileiros estão enojados com seus líderes, com razão. O último artifício do governo petista fez manifestantes irem às ruas pedir a renúncia de Dilma", diz o editorial. "Se suas últimas manobras impelirem o impeachment para a linha de chegada, Dilma só poderá culpar a si mesma", afirma o jornal.

Notícias relacionadas