Mundo

Visando selar reaproximação histórica, Obama chega a Cuba neste domingo

O presidente dos Estados Unidos Barack Obama desembarca, na tarde deste domingo (20), em Cuba, acompanhado da primeira-dama Michelle Obama e das filhas Malia e Sasha. O objetivo da viagem histórica é selar a reaproximação entre os dois países. [Leia mais...]

[Visando selar reaproximação histórica, Obama chega a Cuba neste domingo]
Foto : Reprodução/AFP

Por Gabriel Nascimento no dia 20 de Março de 2016 ⋅ 12:51

O presidente dos Estados Unidos Barack Obama desembarca, na tarde deste domingo (20), em Cuba, acompanhado da primeira-dama Michelle Obama e das filhas Malia e Sasha. O objetivo da viagem histórica é selar a reaproximação entre os dois países. A chegada de Obama acontece cerca de um século após a última visita de um presidente americano em exercício.

Em julho, EUA e Cuba retomaram suas relações diplomáticas e abriram embaixadas nos respectivos territórios depois de vários meses de negociações que puseram um ponto final a mais de meio século de ruptura. O anúncio de que os dois países retomariam suas relações foi feito em dezembro do último ano. Apesar da reaproximação histórica, o embargo econômico imposto à ilha ainda vigora. Seu levantamento, defendido por Obama, depende da aprovação do Congresso dos EUA.

Neste domingo, Obama e família vão visitar a parte velha da capital e devem ser recebidos na Catedral de Havana pelo cardeal Jaime Ortega, que apoiou, junto com o Papa Francisco, as conversas para o acordo de normalização da relação entre EUA e Cuba. Na próxima segunda-feira (21), Obama se reunirá com o presidente cubano, Raúl Castro. Ele já adiantou que falará "diretamente" com seu colega sobre os "obstáculos" para o exercício dos direitos humanos na ilha.

Notícias relacionadas

[Maduro pede encontro 'cara a cara' com Trump]
Mundo

Maduro pede encontro 'cara a cara' com Trump

Por Marina Hortélio no dia 18 de Janeiro de 2019 ⋅ 21:30 em Mundo

Maduro assumiu um segundo mandato de seis anos no dia 10 de janeiro, que não é reconhecido pela oposição e por vários países

[Dois aviões russos colidem durante voo ]
Mundo

Dois aviões russos colidem durante voo

Por Kamille Martinho no dia 18 de Janeiro de 2019 ⋅ 12:40 em Mundo

Os aviões eram bombardeiros russos, que desenvolvem uma velocidade máxima de 1,6 mil quilômetros por hora