Mundo

Gregos votam "não" a exigências de credores por empréstimo

Em referendo neste domingo (5), os gregos decidiram não aceitar as condições dos credores do país em troca de ajuda financeira, o que pode significar a saída do país da zona do euro. As medidas incluíam aumento de impostos e cortes nas aposentadorias.[Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto :

Por Juliana Almirante no dia 05 de Julho de 2015 ⋅ 18:32

Em referendo neste domingo (5), os gregos decidiram não aceitar as condições dos credores do país em troca de ajuda financeira, o que pode significar a saída do país da zona do euro. As medidas incluíam aumento de impostos e cortes nas aposentadorias. Com 90% das urnas de votação apuradas, o "não" tinha 61,44%.

A estimativa é de que 65% dos eleitores tenha comparecido à votação. "O referendo de hoje não teve ganhadores nem vencedores. É uma grande vitória em si mesma", disse o primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, após a confirmação do resultado. "Mesmo nas circunstâncias mais difíceis, a democracia não pode sofrer chantagem", afirmou, falando indiretamente sobre as condições impostas pelos europeus.

 

Notícias relacionadas

[Bolsonaro cancela entrevista coletiva em Davos de última hora]
Mundo

Bolsonaro cancela entrevista coletiva em Davos de última hora

Por Kamille Martinho no dia 23 de Janeiro de 2019 ⋅ 12:20 em Mundo

A reunião foi desmarcada cerca de meia hora antes do início; assessores do presidente alegaram "comportamento anti-profissional da imprensa" para justificar o cancelament...

[Ghosn pode renunciar a cargos na Renault]
Mundo

Ghosn pode renunciar a cargos na Renault

Por Juliana Rodrigues no dia 23 de Janeiro de 2019 ⋅ 10:20 em Mundo

Ex-executivo teve o segundo pedido de liberdade negado e ficará sob custódia da Justiça japonesa por mais dois meses

[Cantor Chris Brown é preso na França acusado de estupro]
Mundo

Cantor Chris Brown é preso na França acusado de estupro

Por Kamille Martinho no dia 22 de Janeiro de 2019 ⋅ 11:00 em Mundo

Segundo o jornal francês “Le Parisien”, a queixa foi apresentada por uma jovem de 24 anos e o suposto crime teria acontecido durante a noite de 15 de janeiro