Mundo

Médico que receitou quimioterapia para pacientes saudáveis é condenado

Um médico americano foi condenado a 45 anos de prisão após ser investigado por prescrever quimioterapia para pacientes que não tinham câncer. De acordo com a justiça dos EUA, o médico Farid Fata fazia [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Reprodução/Notícia 1

Por Bárbara Silveira no dia 11 de Julho de 2015 ⋅ 11:30

Um médico americano foi condenado a 45 anos de prisão após ser investigado por prescrever quimioterapia para pacientes que não tinham câncer. De acordo com a justiça dos EUA, o médico Farid Fata fazia parte de um esquema que fraudava seguradoras de saúde, a prática teria começado em 2010, após um paciente ser diagnosticado com um câncer de sangue raro e passar por três semanas de tratamento intensivo. Ao buscar a opinião de um outro especialista, ele descobriu que não tinha a doença.  

O esquema teria envolvido mais de US$ 17 milhões. Eu não posso olhar meus pacientes e suas famílias nos olhos, porque estou terrivelmente envergonhado do que fiz", disse o médico ao ouvir a sentença do juiz.

Notícias relacionadas